Wiki Chaves
Advertisement
A nova vizinhança - parte 2
Chaves7829 480
Episódio de Chaves
Título Original Celos en la vecindad - parte 2
Elenco Roberto Gómez Bolaños
Carlos Villagrán
Ramón Valdez
Florinda Meza
Ruben Aguirre
Angelines Fernández
Ana Lilian de la Macorra
María Antonieta de las Nieves
Regina Torné*
Versão 3
Exibição 1978
Semelhante a Uma Vizinha - Parte 2 (1972)
A Chegada das Novas Vizinhas (1975)
Anterior Errar é Humano - Parte 1
Próximo Seu Madruga, o Conquistador - Parte 3
Dublagens MAGA: 2 Dublagens:
(19??) - dublagem inédita (Titulada como Vizinhança - parte 2)
(1990)
Direção Enrique Segoviano

A Nova Vizinhança - Parte 2 (no original Celos en la vencidad - parte 1) é um episódio do Chaves de 1978. É a segunda de quatro partes desta saga.

Sinopse[]

Glória e Paty chegaram as novas vizinhas que moram na mesma vila e a Dona Clotilde conheceram elas são as novas vizinhanças pelo menos eram a gente descente,pois a Glória bate na porta e assusta.Seu Madruga engana de aparecer com o Seu Barriga que veio cobrar um aluguel,ela conhecem as novas vizinhas pro Madruga na semana passada procurando apartamento,ela chama a Glória e a sobrinha Paty.Chiquinha zomba de conhecer essa menina a Paty e provoca de não aparecer-se.Glória passaria de ir no orelhão na esquina com o Madruguinha e os dois comportaram de ficar no pátio.Chiquinha quer emprestar o seu ursinho e a Paty nega,ela precisa usar o seu ursinho maior de todos.Chaves equilibra na vassoura e apaixona pela Paty.Quico sai de casa e brinca com a bola e ela conhece a nova vizinha,os dois pegam a bola e ela pega a bola quadrada do Quico,o garoto sai correndo com a vassourada.Madruga aparece quando foi a vizinhança na esquina e o Chaves acaba levando na vassoura.Dona Florinda chama pro filho de que grita e Madruga pensaria numa vassoura na mão é bem voada e leva um tapa que percebeu uma mulher!

Chiquinha brinca com o seu urso e depois trocaria o seu da Paty e recusa,porque o seu ursinho está bem sujo,Chiquinha rouba o seu ursinho e a Paty chora;Quico sai de casa e ele salva o ursinho de Pelúcia para pegar-los.Enquanto o Chaves aparece quando ela tá chorando e o Kiko salvou o seu ursinho e o garoto bate nele pra não maltratar as coisas das meninas,ele salva o seu urso e a Paty deu o beijo.Quico bate no Chaves quando ele hipnotiza e ele chora porquanto se tá segurando a parede.Glória entra na casa do Madruga de que pede o pouco de açúcar com a xícara.Florinda aparece e acontece com o seu filho e ela toma uma bofetada no Madruguinha.Glória aconteceu tudo pro Madruguinha,Clotilde flagra uma pessoa descente com a Nova Vizinha da Glória se ele vive na casa de um homem solitário,ela joga a açúcar na cara;vizinha limpa o Madruga com açúcar e depois passaram lá em casa.Chiquinha chora quando foi roubado no seu ursinho Chaves hipnotiza quanto apaixona por ela;pois ela saiba de que o Kiko bateu por ter roubado no seu ursinho de Pelúcia por quê não é de nada que nem compra uma coisa,Chaves continua parado e a Chiquinha dá nele pro Kiko só por causa de que ele apanhou durante por ter pegado no seu Ursinho;Chiquinha fica feliz por ter casados como são apaixonados.Quico sai de casa com os dois são os Noivos.Chaves amassa na cara dele até nisso a Chiquinha aconteceria as coisas diferentes bonitas e ele já casaria com o noivo da Bruxa do 71,os três sente a culpa e o Madruga toma um pontapé e ele toma os três palmadas das crianças!

Clotilde e Florinda conhece uma nova vizinha de que era só de vista quando ela é uma mulher tão bonita,se sentiu inveja dela,más a Clotilde aconteceria se a nova vizinha é tão desajeitada como uma bonita pelo rosto da cara;Florinda hipnotiza quando o Professor Girafales,depois repara com aquela de que trouxeram o ramo de flores.Glória aparece e pergunta pro Girafales se procura algum menino de que se chama o Chaves,ela caiu na cesta e o Girafales pega a cesta,depois obriga os favores das ordens do Professor que lhe ordenar-se as novas vizinhas que perguntam uma coisa.Ele gostou da vizinha nova,quando a Florinda acha uma mulher bonita se ofenda de conversar tão gentil,isso o Professor disse são:Regras de Educação Elementar.Dona Florinda convida para tomar uma xícara de café com os três,e portanto o Chaves,Chiquinha e Quico com aquela história ninguém se entendia pelas regras da Florinda e o Girafales!

Atores e Dubladores[]

Atores[]

Dublagem[]

Dublagem Maga (1990)

Continuidade[]

Curiosidades[]

Citações[]

narrador: A Nova Vizinhança
[música: Playing With Toys; Glória e Paty saem de casa e descem as escadas; Dona Clotilde sai de casa]
Glória: Bom dia!
Dona Clotilde: Nem tão bom assim. Vocês são novas?
Glória: Sim.
Paty: A senhora não, não é?
Dona Clotilde: Quê?!
Glória: Bem, o-o quê a senhora quer dizer é que... Se somos novas por aqui, sim.
Dona Clotilde: Sim, mas eu não sou senhora! Sou senhorita!
Glória: Oh, sinto muito...
Dona Clotilde: Como?!
Glória: Muito! Muito prazer em conhecê-la!
Dona Clotilde: Eu aviso que nesta vizinhança, só vive gente decente!
Glória: [olha para a tela e assente] Menos mal.
Dona Clotilde: De maneira que é proibido se fazer escândalos, ou então provocá-los!
Glória: Sim.
Dona Clotilde: Bem. Com licença.
Glória: Tem toda.
Dona Clotilde: [joga as mãos e sai da Vila]
Paty: Olha, tia.
Glória: Hm?
Paty: Essa senhora tem cara de bruxa!
Glória: Shhh...
Paty: Olá. Eu sou Paty.
Chaves: Pa' mim?!
Seu Madruga: Tinha que ser o Chaves mesmo!
Chaves: Foi sem querer querendo.
Seu Madruga: [Imitando Chaves] Foi sem querer querendo.
Dona Clotilde: O quê foi, está chorando?
Quico: [sarcasticamente] Não! Eu tô segurando a parede! [continua chorando]
Dona Clotilde: [vai pra casa]
Glória: [desce as escadas] O quê foi, menininho, está chorando?
Quico: Não! Eu tô segurando a parede! [continua chorando]
Glória: [vai até a porta de Seu Madruga e bate uma vez]
Seu Madruga: [abre rápido a porta] Sim, pois não, pois não?
Glória: Oh! [risinhos, mostra xícara] Queria saber se você seria tão gentil e amável de me dar um pouquinho de açúcar.
[Dona Clotilde abre sua janela e observa]
Seu Madruga: Pra você, eu sou capaz de dar uma refinaria inteira.
Glória: O senhor é tão amável.
Seu Madruga: Pode entrar! Entra.
Glória: Muito obrigada.
Seu Madruga: Entra. [entra com Glória]
[Dona Clotilde fica emburrada, na janela]
[Dona Florinda entra na Vila, Quico continua na parede]
Dona Florinda: O quê foi, Tesouro? Está segurando a parede?
Quico: Não, eu tô segu... [olha para a tela e volta a chorar]
Glória: Madruguinha, [põe mão no rosto de Seu Madruga] você é um mártir de verdade.
Seu Madruga: [olha para tela]
Glória: Agora eu tenho que ir, obrigado de novo. [vai para casa]
Seu Madruga: [pausa] ...Ela já entrou?
Chaves: Sim! Já, sim.
Seu Madruga: Ótimo! Toma! [dá cascudo em Chaves]
Chaves: Pipipipipipi...
Dona Florinda: Toma! [dá palmada em Chiquinha]
Chiquinha: Ai!
Seu Madruga: Toma! [belisca Quico]
Quico: Ai! Ghrrrr!!
Chaves: Pipipipipipi...
Chiquinha: Wah! Wah! Wah!
[Seu Madruga vai pra casa; os três ficam chorando no Pátio; música: Mechanical Toys]
Dona Clotilde: [recolhendo roupas do varal] A senhora já conhece a nova vizinha?
Dona Florinda: [recolhendo roupas do varal] Só de vista. Por quê?
Dona Clotilde: [se aproxima] E o quê acha dela?
Dona Florinda: Bom... É uma mulher bonita.
Dona Clotilde: Bonita?! Eu não lhe vejo beleza de ângulo nenhum!
Dona Florinda: [sorri] Será que não está com inveja?
Dona Clotilde: Hm! Inveja?! Oh! Por quê?
Dona Florinda: [joga os braços] Porque o Seu Madruga adora conversar com ela!
Dona Clotilde: Isso pra mim é completamente indiferente!
Dona Florinda: Ah, não me diga. Então por quê que cada vez que os vê, a senhora faz uma cara... [olha para a entrada da Vila e sorri]
[Música: Tara's Theme]
Dona Clotilde: Mentira! Quando foi que eu já fiz essa cara? ...Responda! [balança a mão em frente ao rosto de Dona Florinda] Estou lhe falando! [se vira para a entrada da Vila]
[Prof. Girafales está na entrada da Vila, suspirando sorridente]
Dona Clotilde: Ora essa. Hm! Hm. [olha para Dona Florinda] Hm! [vai embora]
Prof. Girafales: [se aproxima] Dona Florinda!
Dona Florinda: Professor Girafales! Que milagre o senhor por aqui.
[Glória entra na Vila e passa pelo pátio]
Prof. Girafales: Vim lhe trazer esse hum... [observa Glória e música para]
Dona Florinda: [olha para Glória] Er... Er, o senhor dizia? ...Professor Girafales?
Prof. Girafales: Er, erm? Sim, dizia?
Dona Florinda: Er, não, o senhor me dizia!
Prof. Girafales: Eu?!
Dona Florinda: Sim, sobre o ramo de flores...
[Glória volta ao pátio]
Prof. Girafales: Ah, sim. Eu dizia que lhe trouxe este--
Glória: Boa tarde.
Prof. Girafales: [tira chapéu] Muito boa.
Glória: Desculpem o incômodo, mas será que não poderiam me dizer onde posso achar esse menino que chamam de Chaves?
Dona Florinda: Bom... Não sabemos.
Glória: Bom, é que-- [deixa cair sua cesta] Oh.
Prof. Girafales: [levanta a mão] Permita-me! [pega cesta do chão; passa ramo de flores a Dona Florinda] Segura, sim? [pega lenço e limpa a cesta] Pronto!
Glória: Muito obrigada.
Prof. Girafales: Não há de quê!
Glória: Como eu dizia, estou procurando o Chaves porque me disseram que ele costuma fazer favores.
Prof. Girafales: Quem sabe se eu não posso ajudar?
Dona Florinda: [olha para a tela]
Glória: Obrigada mas não precisa.
Prof. Girafales: Não, é sério, estou a suas ordens. Professor Girafales, para o que desejar, ordenar, disser, mandar, etc.
Dona Florinda: [abre a boca]
Glória: É muito gentil, muito amável, mas acho que é melhor eu ir pessoalmente.
Prof. Girafales: [tira chapéu] Como quiser.
Glória: Com licença. [vai embora]
Prof. Girafales: Tem toda. [observa-a ir embora, sorrindo; vê Dona Florinda chocada, e recoloca seu chapéu]
Dona Florinda: ...A nova vizinha é uma mulher muito bonita... [tira roupa do varal]
Prof. Girafales: A senhora acha?
Dona Florinda: ...Claro.
Prof. Girafales: Sabe que eu nem notei?
Dona Florinda: ...Mas o senhor foi tão gentil com ela...
Prof. Girafales: [se aproxima] Eu?!
Dona Florinda: Claro! A cesta dela caiu, o senhor apanhou depressa.
Prof. Girafales: Bem, é uma atenção que eu teria tido com qualquer uma.
Dona Florinda: [deixa cair a roupa em sua mão]
Prof. Girafales: Er, são regras de educação elementar que a gente pratica naturalmente, não acha?
Dona Florinda: [olha para roupa no chão e a recolhe] Sim, claro. N-Não gostaria de entrar e tomar uma xícara de café?
Prof. Girafales: Não será muita vizinha?
Dona Florinda: [aperta os lábios]
Prof. Girafales: Digo, não será muito incômodo?
Dona Florinda: [toma fôlego, e olha para a entrada da Vila]
Seu Madruga: [entra na Vila, lendo um jornal]
Dona Florinda: [sorri] Como vai, Seu Madruga?
Seu Madruga: [olha para o sorriso de Dona Florinda, e olha ao seu redor]
Dona Florinda: [entrega ramo de flores a Prof. Girafales] Permita-me. [anda até Seu Madruga] Como está, Seu Madruga? O quê que o senhor conta de novo?
Seu Madruga: [olha para a tela, chocado] Perdão, mas a senhora está perguntando a mim o quê eu conto de novo?
Dona Florinda: Claro! São regras de educação elementar que a gente pratica naturalmente, não?
Prof. Girafales: [olha para a tela, boquiaberto]
Seu Madruga: [tira chapéu] Bom, eu estou muito bem! Obrigado. E a senhora?
Dona Florinda: Ah, muito bem, obrigada. Não gostaria de entrar e tomar uma xícara de café?
[Seu Madruga e Prof. Girafales olham para a tela]
Seu Madruga: Perdão, mas o senhor que está ali não é o Professor Girafales? [aponta]
Dona Florinda: Oh, sim, é ele sim. Eu o convidei também para uma xícara de café. Só que eu acabo de descobrir que o Professor Girafales adora confraternizar com as pessoas que moram nesta vila. Não é mesmo, Professor?
Prof. Girafales: Quê?!
Dona Florinda: Ele disse que sim. Claro, são regras de educação elementar que a gente pratica naturalmente. Vamos? [dá o braço a Seu Madruga]
Seu Madruga: ...Que seja, então! Vamos. Professor, venha também! [acompanha Dona Florinda para casa]
Prof. Girafales: [olha para a tela, anda atrás deles, olha mais uma vez para a tela, com a mão no rosto, e vai para a casa de Dona Florinda]
Chiquinha: [olhando pela janela de casa; fala para a tela] Vocês entenderam? Porque eu não!
Quico: [para a tela; na entrada da Vila] Eu também não!
Chaves: [sai do barril e fala com a tela] Eu menos!


Chaves - Temporada de 1978
Os Churros de Dona Florinda, Partes 1, 2 e 3 · As Paredes de Gesso, Partes 1 e 2 · Os Chifres Queimados do Professor Girafales · A Mudinha de Cherimoia · Exibição de Ioiôs · As Pessoas Boas Devem Amar Seus Inimigos · A Sobrinha da Dona Clotilde, Partes 1 e 2 · Uma Confusão de Bolos · O Dinheiro Perdido · A Perna Quebrada, Partes 1 e 2 · A Portada na Cara do Chaves · Seu Madruga Sapateiro, Partes 1, 2 e 3 · As Trapaças da Chiquinha · O Concurso de Beleza · O Banho do Chaves · Batendo uma Bolinha · O Escorpião, Partes 1 e 2 · Os Astronautas · Deus Ajuda, Quem Cedo Madruga! · História do Brasil, Partes 1 e 2 · Uma Epidemia de Gripe · A Nova Vizinhança, Partes 1, 2, 3 e 4 · De Gota em Gota, Minha Mãe Fica Louca · Vizinhança Bem Educada · O Violão do Seu Madruga · O Velho do Saco, Partes 1, 2 e 3 · A Escolinha do Professor Girafales
Advertisement