Wiki Chaves
Advertisement
Esposa do Seu Madruga
Retrato Seu Madruga noiva
Retrato de noiva desconhecida na casa de Seu Madruga, O Despejo do Grande Campeão (1974).
Sexo Feminino
Profissão Taxista (possivelmente)

A esposa do Seu Madruga é uma personagem de Chaves que foi mencionada algumas vezes, apesar de nunca ter aparecido presencialmente na série, já que é uma personagem falecida, no episódio O Despejo do Grande Campeão (1974), na parede aparenta haver um retrato de Seu Madruga com sua noiva.

Personagem[]

Seu Madruga a menciona pela primeira vez no episódio Caçando Insetos, de 1973. Quando Dona Clotilde diz que vai lhe fazer um bolo, Seu Madruga comenta que sua falecida esposa fez apenas um bolo em toda sua vida, no dia em que nasceu a Chiquinha, mas que "ficou um pouco duro". Diz então que Dona Clotilde poderia ver o bolo se quisesse, pois ele ainda o usa todas os noites para trancar a porta. Esse diálogo também acontece nos episódios Os Insetos do Chaves, de 1975 e Nas Pontas dos Pés (1979), mas em ambos Seu Madruga diz que o bolo foi feito em seu primeiro dia de casados.

Ela foi também mencionada em O Despejo do Seu Madruga - Parte 1 (1977). Em um flashback de quando Chiquinha era bebê, Seu Madruga menciona à sua avó que sua mulher morreu quando Chiquinha nasceu. Bolaños confirmou que ela morreu no parto.[1]

No episódio O Festival da Boa Vizinhança - Parte 4 (de 1976), Seu Madruga toca uma música de violão intitulada "Minha noiva é taxista". É possível que a canção seja baseada em sua vida, já que a letra diz "Tenho uma noiva que dirige um taxi velho/ E esse trabalho ela tem que largar/ Mas ela diz: Madruguinha não--". Nhonho atrapalha a apresentação comendo biscoitos, e Seu Madruga desiste de cantar.

Seu Madruga menciona em algumas raras ocasiões que é viúvo. Por exemplo, nos episódios que conhece Glória. Chiquinha também menciona isto em suas cartas dos episódios Chiquinha, o Terror do Cortiço (1975) e Estou morrendo de saudades da minha amiga, mas não muito, de 1977.

Chiquinha menciona sua mãe no episódio O Tiro Saiu Pela Culatra, de 1991. Falando com Nhonho sobre o que o Professor Girafales lhes explicou sobre herança genética, ela diz que os pais dele tiveram culpa por lhe fazerem bobo, e que a mãe dela deve ter sido muito bonita. Nhonho responde que quase acreditou, mas o final o fez duvidar de tudo.

"Não viu por aí o Homem Invisível?"
Esposa do Seu Madruga é um personagem desconhecido de Chaves.
Dono da Venda da Esquina - Esposa do Seu Madruga - Esposa do Sr. Barriga - Higino - Verônica - Zeladora da Vila

Referências Bibliográficas e Notas[]

  1. Livro Chaves - a História Oficial Ilustrada (Roberto Gómez Bolaños, Editorial Televisa; 2012), p. 57 (visualização)
Advertisement