Wiki Chaves
Advertisement
Roupa Limpa Suja-se em Casa
Chaves7628 480
Episódio de Chaves
Título Original La muñequita prieta de La Chilindrina
Elenco Roberto Gómez Bolaños
Carlos Villagrán
Ramón Valdez
Florinda Meza
Edgar Vivar
Maria Antonieta de las Nieves
Versão 3
Exibição 1976
Anterior O Aluno Mais Inteligente
Próximo As Calças do Seu Madruga
Dublagens MAGA: 1 Dublagem (1990)
Obs.: Embora tenha sido dublado em 1990, só foi estrear no SBT em 1992.
Remake de 1972 e 1974.
Regravado em 1981.
Direção Enrique Segoviano

Roupa Limpa Suja-se em Casa (no original La muñequita prieta de La Chilindrina) é um episódio de Chaves de 1976.

Sinopse[]

Chiquinha brinca com sua boneca e, ao ver Chaves, diz que ele é o pai da boneca. Chaves diz que não quer brincar, mas aceita ao saber que vão brincar de comidinha de verdade. Chiquinha diz que não dará seu sanduíche de presunto. Bravo, Chaves manda que ela tire suas coisas do pátio, já que ele quer brincar de carrinho. Eles brigam e Chaves chuta os brinquedos da Chiquinha, fugindo. Chiquinha chora e Quico sai de sua casa. Dona Florinda chega e alerta Quico para não se sujar, já que irão à festa dos Pires Cavalcante. Quico começa a brincar com sua bola e acaba acertando o Chaves, que tenta acertá-lo com seu brinquedo. Seu Madruga chega e para o menino. Dona Florinda aparece e, pensando que Madruga é o agressor, o estapeia. Zangado, Madruga acerta Chaves, que chora para dentro de seu barril. Chiquinha diz que seu pai está velho e acabado. Madruga a manda brincar no outro pátio e resolve pedir desculpas ao Chaves. Ele pede desculpas ao lado do barril. Chaves aparece em outro lugar. Depois, Chaves brinca com a bola do Quico, que aparece e briga. Chaves oferece que os dois brinquem, mas Quico nega, dizendo que vai à uma festa mais tarde. Depois de uma discussão, Quico soca o Chaves, que chuta a bola, acertando o Sr. Barriga, que perde o ar e é zombado pelos garotos, que correm brigando. Chiquinha aparece torcendo na briga e é repreendida pelo dono da vila, que pede que Chiquinha chame seu pai. A garota grita, dizendo que chegou a almôndega. Barriga se zanga e é acertado novamente pelos garotos, outra vez perdendo o ar. Barriga entra na casa e Madruga pula pela janela e sai abaixado. Quico tropeça e chama sua mãe, que bate em Madruga. Chiquinha ameaça Florinda dizendo que quando Madruga botar uma saia, a baterá. Quico zomba e Madruga apanha novamente. Madruga acerta Chaves e sentra em sua casa, logo fugindo do Sr. Barriga. Chiquinha aparece e volta a brincar com sua boneca, agora usando talco. Eles decidem sujar o Quico com talco para que ele não possa ir à festa. Chiquinha chama Quico e Chaves joga talco, mas acaba acertando a baixinha. Na janela, Florinda manda Quico entrar para não se sujar. Chiquinha briga com Chaves e pega o talco. Para atrair Quico, Chaves grita que um helicóptero aterrissou no pátio. Quico corre e Chiquinha acaba sujando Chaves, que acaba sujando Madruga, que pega talco e acaba sujando Florinda, que persegue Madruga até sua casa. Chiquinha joga mais talco em Chaves, que acaba sujando Barriga, que vai embora. Florinda sai da casa de Madruga e pega o talco de Chaves, dizendo que esvaziará a lata. Ela acaba sujando Quico. Florinda vai à parede e chora como Quico.

Elenco e Dubladores[]

Elenco[]

Dubladores[]

Citações[]

narrador: Roupa Lima Suja-se em Casa
Chiquinha: Escuta, Quico. Você quer ser o papai da minha filha?
Chaves: Bom, mas... Mas podemos jogar futebol nós dois juntos, tá?
Quico: Saiba que eu não posso, porque não devo sujar minha roupa, pois tenho que ir à festa dos Pires Cavalcante.
Chaves: Bom, mas eu tenho um jeito de jogar futebol sem que você suje a roupa!
Quico: Qual?
Chaves: Eu jogo e você assiste!
Quico: [pensa um pouco] Não! Porque isso não me interessa!
Chaves: Bom, então você joga de árbitro!
Quico: Ah bom, então-- Vai ver só! Vou contar pra minha mãe que tá me xingando de nome feio!
Chaves: Mas... então do quê que se pode jogar?!
Quico: Contanto que não suje minha roupa...
Chaves: Ah! Você po-- Oh não, não, não pode que não vai sujar...
Quico: Mm-hm.
Chaves: Cê pode jogar-- Não, também suja... Aah! Não... Ah!... Não... Ah--
Quico: Ai! Cale-se! Cale-se! Cale-se! Você me deixa louco!
Chaves: Ninguém tem paciência comigo...
Quico: Não! E me dá aqui minha bola!
Chaves: Não dou nada!
Quico: Claro. Se aproveita porque sabe que eu não posso te bater, se não sujo minha roupa. Mas espere só até eu voltar da festa!
Chaves: E o quê você vai fazer quando voltar da festa?!
Quico: O quê que eu vou fazer? Vai ver só, olha só. Me preparo assim, me apronto, e prrrrmm! [soca o Chaves] Não contente com isso, outra vez eu me preparo, me apronto, e prrrrmm! [soca o Chaves] E uma terceira vez! Me preparo, me apronto, e prrrrmm! [soca o Chaves]
Chaves: A que horas cê vai voltar da festa?
Quico: Eu acho que ali pelas 2:30.
Chaves: Eu não vou estar aqui.
Quico: Claro... E agora devolve a minha bola!
Chaves: Sua bola?! Cê vai ver só o quê que eu faço com a sua bola! [chuta a bola e acerta Sr. Barriga, que entra na Vila]
Sr. Barriga: Ugh!
Chaves: [agita as mãos] Foi sem querer querendo! Acontece que eu tava aqui--
Sr. Barriga: [zangado, porém sem voz]
Chaves: Quico! Tá vendo? Não se ouve nada!
Quico: Credo! Acho melhor mexer no botão de volume!
Chaves: Mas que tonto, ele não é televisão!
Quico: Mas então?
Chaves: Quê que o senhor tem, Sr. Barriga?
Sr. Barriga: [sem fôlego] Ar...
Chaves: Quê?
Sr. Barriga: Ar...
Chaves: Ah, é "ar". Tem corrente de ar, fecha aquela porta.
Quico: Assim sim, com licencinha. [vai fechar a porta da Vila]
Sr. Barriga: Você me tirou todo o ar, Chaves!
Chaves: Então por quê que o senhor não tá murcho?
Sr. Barriga: Quê?!
Chaves: O senhor ainda tá bem recheado, olha. [apalpa barriga do Sr. Barriga]
Sr. Barriga: Ugh!
Chaves: Tá vendo s--
Quico: Chaves, já disse pra você largar minha bola! [agarra o Sr. Barriga] ...Que coisa, não?
Chaves: Cê mandou largar sua bola, não é? Eu vou largar, quer ver, ó? [pega bola] Mas eu vou largar na sua cabeça!
[Sr Barriga se protege com sua maleta enquanto Chaves corre atrás de Quico]
Sr. Barriga: Não, não! [inaudível]
Quico: Não, Chaves, não não não, espera, espera! Vai sujar minha roupinha, Chaves, não! [foge para o segundo pátio]
Chaves: [ao mesmo tempo] Vem! Espera aí! Vem!
Chiquinha: É isso aí, Chaves! Dá uma esquerda, mais uma direita na bochecha! Uma virada de esquerda bem no pé do ouvido! Uma levantada bem no nariz! Agora por baixo e uma outra--
Sr. Barriga: Olha, olha, Chiquinha, Chiquinha!
Chiquinha: Han?
Sr. Barriga: Isso que você está fazendo é muito feio!
Chiquinha: Bom, Sr. Barriga, então eu vou achar alguém que me ensine a lutar bem bonito.
[enquanto Chiquinha volta a açular, Sr. Barriga vai até a janela de Seu Madruga e tentar enxergar por dentro]
Chiquinha: Vamos lá, Chaves, acerta ele com a canhota! Espera ele abaixar a guarda e dá uma direita bem no focinho dele! Golpe baixo! Está procurando alguém, Sr. Barriga?
Sr. Barriga: Sim. Um tal de Seu Madruga que mora aqui. Você o conhece?
Chiquinha: Sim, claro que sim! É o pai de uma menina muito bonita que mora aqui.
Sr. Barriga: Hm! Olha, por favor, vá chamá-lo, sim?
Chiquinha: Com muito prazer. Papai! Já chegou a almôndega!
Sr. Barriga: Já chegou o quê?!
Chiquinha: O almôndega.
Sr. Barriga: Hm!
Chiquinha: O senhor sabe o quê é uma almôndega?
Sr. Barriga: Não! O quê é?
Chiquinha: É uma bolota de carne moída.
Sr. Barriga: Hm!
Chiquinha: O quê deseja?
Sr. Barriga: Vim cobrar o aluguel!
Chiquinha: [risos] Ele não estava quando veio o zelador pra lhe cobrar 2 cruzados. [risos] Mas enfim, vou ver se por acaso ele está, hein.
Sr. Barriga: Sim. Vá depressa.
Chiquinha: [entra em casa] Paizinho! É o baleia!
Chaves: [correndo atrás de Quico] Agora cê vai ver só! Vem aqui! Venha! A-ha!
Quico: [ao mesmo tempo, fugindo] Não não não, Chaves! Não não não não! Não seja covarde, Chaves, não faz isso não! A minha roupinha!
[Chaves chuta a bola do Quico e acerta o Sr. Barriga]
Chaves: Perdão, é que eu estava brincando--
Sr. Barriga: [faz barulhos]
Chaves: Quico, ele ficou mudo de novo!
Quico: Nossa! Agora é melhor arrumar o volume, hein. [tenta levantar o terno do Sr. Barriga] Cadê o botão?
Chaves: Já disse que ele não é televisão!
Sr. Barriga: [aponta para a barriga e faz barulhos]
Chaves: Quê disse?
Sr. Barriga: [continua fazendo barulhos apontando para a barriga]
Chaves: Ah, não banque o palhaço!
Sr. Barriga: [olha bravo para Chaves; mais uma vez aponta para a barriga fazendo barulhos]
Quico: Ah, pois é!
Chaves: Cê entendeu?
Quico: Entendi.
Chaves: O quê falou?
Quico: [tenta imitar os barulhos]
Chaves: [assente]
Sr. Barriga: Disse que me acertaram na boca do estômago.
Quico: Chaves! Viu só? Você pode até ter arrancado um dente da pança dele!
Chaves: Mas é que... É que foi sem querer querendo...
Sr. Barriga: Sim... "Foi sem querer querendo", até dei um uivo!
Chaves: Que nem um velho coiote!
Sr. Barriga: Não, eu guinchei feito um leitão!
Quico: Ah, isso aí ficou melhor!
Chaves: Isso, isso, isso, isso, isso... Sabe, porque os coiotes velhos são muito magros! Em compensação os leitões têm uma barrigona como a sua. É porque eles comem muita lavagem--
Sr. Barriga: CALE-SE!
Chaves: Mas eu não... queria acertar o senhor, eu só queria... só queria acertar o Quico. Não é?
Quico: Ah sim, isso é verdade.
Chaves: E ainda não te acertei, hein?
Quico: Bom, do meio dia pra cá, não.
Chaves: Então tá na hora.
Quico: Tem razão.
Chaves: Pois então vai ver. [corre para bater nele]
Quico: Ah não NÃO, CHAVES, NÃO! NÃO! [os dois correm para o segundo pátio]
[Sr. Barriga suspira; transição de cena]
Chiquinha: [sai de casa] Meu pai mandou dizer que não está.
Sr. Barriga: Ah é? Pois então vamos ver se não está! Saia daí! [entra na casa]
Seu Madruga: [sai pela janela e engatinha de costas em direção ao segundo pátio]
Quico: [volta do segundo pátio] O Chaves não me pega! [tropeça no Seu Madruga] Ai! Ai! Mamãe!
Dona Florinda: [sai de casa] Tesouro, o quê aconteceu?!
Quico: Mamãe, o Seu Madruga se abaixou pra que eu tropeçasse!
Dona Florinda: Seu grosseiro...
Seu Madruga: Um momentinho, um momentinho, um momentinho por favor! Antes de me bater, quer me dar a chance de dizer duas palavras?
Dona Florinda: Está bem.
Seu Madruga: Veja bem...
Dona Florinda: Já disse! [bate em Seu Madruga] Vamos, Tesouro! Não se misture com essa gentalha.
Quico: Sim, mamãe. Ai. Gentalha! Gentalha! Prrrr!
Chiquinha: Velha briguenta! Se aproveita só porque usa saia e sabe que meu pai é incapaz de bater numa mulher!
Dona Florinda: E?
Chiquinha: Espera só que meu pai ponha sua saia!
Quico: [gargalhando] Imagina só ele com saia! Vai parecer com a Bruxa do 71! [para de gargalhar] ...Com a Xuxa? ...Com a Maitê Proença? ...Com aquela loira que aparece pelada no Jô Soares? ...Com a Miss Universo? Não deu.
Seu Madruga: [se prepara pra beliscar o Quico]
Dona Florinda: NÃO SE ATREVA, seu grosseiro!
[Seu Madruga corre pra perto de casa]
Chiquinha: Tá vendo, papai? Eu sei o que estou dizendo. Coloca saia!
Seu Madruga: [irritado] Mas eu não tenho saia!
Chiquinha: Ai, coitadinho! Mas não se preocupe, paizinho! Vou economizar minha mesada pra te comprar uma sainha! [faz carinho no Seu Madruga] Lindo...
Seu Madruga: Chiquinha!
Chiquinha: Diga, paizinho?
Seu Madruga: Me faça um favor.
Chiquinha: Sim!
Seu Madruga: Pra dentro!
Chiquinha: Mas papaizinho lindo!
Seu Madruga: Pra dentro!
Chiquinha: Mas papaizi--
Seu Madruga: Pra dentro!
Chiquinha: Mas e-- Mas-- Mas-- Mas-- Mas--
Seu Madruga: [ao mesmo tempo] Pra dentro! Pra dentro! Pra dentro! PRA DENTRO! Pra dentro!
Chiquinha: [se prepara para chorar]
Seu Madruga: [tapa os ouvidos]
Chiquinha: [anda até a porta, dá língua pra Dona Florinda, e entra em casa]
Dona Florinda: Claro. O quê se podia esperar da filha de um canalha? Vamos, Tesouro. Não se misture com essa gentalha.
Quico: Outra vez?
Dona Florinda: Por favor, Tesouro.
Quico: Me desculpa, hein, Seu Madruga. Gentalha! Gentalha! Prrrr! Bom, agora acredito que seja a última vez. Licencinha, hein.
[Seu Madruga joga seu chapéu no chão e pisoteia]
Dona Florinda: E da próxima vez, vê se vai tropeçar na sua avó! Hm.
Chaves: Seu Madruga, sua avozinha nunca deu nenhum tropicão?
Seu Madruga: [bate em Chaves] Toma!
Chaves: Pipipipipipi...
Seu Madruga: Pipipipipipi... Só não te dou outra porque... Quem sabe?
[Seu Madruga entra em casa, encontra Sr. Barriga na sala, e volta pra fora assustado]
Sr. Barriga: [estende a mão para Seu Madruga] ...Diga-me algo!
Seu Madruga: Algo
Sr. Barriga: Hm!
Seu Madruga: Sabe, eu-eu acho que eu vim no número errado! [sai correndo e Sr. Barriga corre atrás]
Sr. Barriga: Ah! Dessa vez você não me escapa! São 14 meses!
Chiquinha: [sai de casa com a boneca e uma lata de talco] Vem, meu anjo, vem. Você ouviu a gritaria? Os adultos vivem brigando por causa de dinheiro. Nunca faça isso, hein? "Não, mãezinha!" Hm? Menina porcalhona! Você se molhou inteirinha! Toma, toma! E não chore! Como eu sou uma boa mamãe, eu vou botar talco pra que não asse! Shh shh shh...
Chaves: [dentro do barril] Pipipipipipi...
Chiquinha: [olha surpresa para a boneca] Ai, filhinha, você chora igualzinho ao pobre do Chaves!
Chaves: Pipipipipipi...
Chiquinha: Menina tonta! Só mesmo os idiotas choram assim!
Chaves: Quem é idiota?!
Chiquinha: Ai, Chavinho! Era você que tava chorando?
Chaves: Claro.
Chiquinha: E por que você tava chorando, Chavinho?
Chaves: Porque o seu pai me bateu. Sempre, sempre, SEMPRE me bate!
Chiquinha: Sim. E sempre, sempre, sempre Dona Florinda bate nele. E sempre, sempre, sempre por culpa sua!
Chaves: Não! A culpa agora foi do Quico que não deixou eu pegar ele pra descontar o que ele me fez.
Chiquinha: Bom, desta vez foi.
Chaves: Além disso veio com "petrexto" de que tinha que ir numa festa, que não sei o que lá, que não podia sujar a roupa.
Chiquinha: É verd-- [começa a sorrir] Aahh... Se alguém sujasse a roupa do Quico...
Chaves: Isso, isso, isso, isso, isso...
Chiquinha: Então não vai poder ir a essa festa, sacou?
Chaves: Isso, isso, isso, isso, isso...
Chiquinha: [risos]
Chaves: Mas com o quê sujamos a roupa dele?
Chiquinha: Ora, com esse talco!
Chaves: Isso, isso, isso, isso, isso...
Chiquinha: Olha, Chaves, eu chamo o Quico, e você joga talco nele.
Chaves: Isso mesmo! Isso mesmo.
Chiquinha: Você fica ali escondido que eu vou chamar ele. [bate à porta do Quico] Quico! Quiquinho, venha!
Quico: O quê você quer?
Chiquinha: Ai, Quiquinho, me convida pra essa festa.
[Chaves enche a mão de talco, mas Quico sai do lugar e Chaves acerta a Chiquinha]
Quico: Eu já disse que você não pode ir porque é uma festa de crianças decentes, e por isso que também nem você nem- NOSSA! O quê te aconteceu?
Chiquinha: Que te importa?!
Dona Florinda: Quico, volte pra casa! Não vê que pode sujar sua roupinha?
Quico: Sim, mamãe. Adeus! Porquinhos!
Chiquinha: [tosse] Chaves! Você devia jogar o talco no Quico, não em mim!
Chaves: É que ele se desviou!
Chiquinha: "Se desviou". Dá aqui isso aqui, tonto! Olha: Agora você vai chamar o Quico, e eu jogo o talco nele, rápido!
Chaves: Ah, isso, isso, é, pode deixar.
Chiquinha: Rápido!
Chaves: Pode deixar! Cê vai ver só o quê que eu vou dizer pro Quico, olha só.
Chiquinha: [rindo] Sim!
Chaves: Quico, Quico, venha logo! Aqui no pátio da Vila aterrissou um helicóptero de verdade!
[Quico sai correndo de casa; Chiquinha joga o talco, mas acerta em Chaves]
Quico: Cadê?! Cadê?! Cadê ele?! Onde é que tá?! Aterrissou onde?! Diga, onde?! Cadê?! Cadê?... Puxa! Quê foi que te aconteceu, Chaves?
Chaves: Já vou te dizer o que me aconteceu. [anda na direção de Quico, mas Chiquinha o segura pelo braço]
Chiquinha: Não não não, Chaves! [sussurrando] Não, espera. Aproveita a oportunidade e suja ele com este talco!
Chaves: [sussurrando] Ah, então me dá bastante, bastante, bastante...
[Quico corre pro outro pátio; Chaves joga o talco, mas acerta em Seu Madruga, que chega do outro pátio; Chaves agita as mãos, enquanto Seu Madruga limpa o rosto]
Seu Madruga: Tinha que ser o Chaves mesmo!
Chaves: E agora o senhor vai me bater?
Seu Madruga: Claro! Não, olha, e tem mais. Desta vez eu vou lhe pagar com a mesma moeda, Chavinho. Dá licença [levanta a aba do chapéu de Chaves, anda até a Chiquinha] Enche a minha mão.
Chiquinha: Sim, papai.
Seu Madruga: Enche. Põe mais!
Chiquinha: Sim. Falou.
Seu Madruga: Mais, mais... Mais um pouco, mais. Isso. Tá bom.
[Dona Florinda sai de casa; Seu Madruga acerta o talco nela; ele tenta limpar um pouco, depois sai correndo pra casa]
Dona Florinda: [corre atrás] Seu canalha, seu ordinário!
Chiquinha: Espera... Viu só, Chaves, viu só?! Ela vai matar o meu pai! Tudo por sua culpa, mas toma! [joga talco no rosto de Chaves] Hm! Sobrou, sobrou.
Chaves: Agora sim cê vai ver o quê que te faço! Vem cá. [pega talco de Chiquinha]
Chiquinha: Eh- não. Não! Não, Chavinho, não! Por favor, Chavinho! Não, Chavinho! [sai correndo]
[Sr. Barriga chega do segundo pátio; Chaves o acerta]
Chaves: E agora por quê ficou mudo? Eu não acertei a sua pança!
Sr. Barriga: [cospe uma nuvem de talco]
[Chaves aponta pra lata de talco; Sr. Barriga ajeita o óculos e sai da Vila calado]
Dona Florinda: [sai da casa de Seu Madruga] Vamos ver se com isso você aprende! E você, Chaves, se pensa que vai sujar a roupa do Quico está muito enganado! Porque eu vou esvaziar a sua lata de talco! [toma a lata da mão do Chaves e começa a despejar no pátio]
Quico: [volta do segundo pátio e fica na frente de Dona Florinda] Mamãe, até agora ninguém me sujou...
Dona Florinda: Tesouro, mas por quê você me faz isso?! Eu passo horas dizendo "Não vá se sujar! Não vá se sujar! Não vá--" [olha a lata de talco em sua mão, olha ao redor, devolve a lata para o Chaves, anda até a parede, e chora com a voz do Quico] Ghrrrr!

Trivia[]

Assista ao episódio[]

Chaves_-_Roupa_limpa_suja-se_em_casa_(1976)_-_Alta_Qualidade_-_SBT_HD_(MAGA_1990)

Chaves - Roupa limpa suja-se em casa (1976) - Alta Qualidade - SBT HD (MAGA 1990)


Chaves - Temporada de 1976
Matando Aula · A Limpeza do Pátio · Chegou o Leiteiro! · A Galinha da Vizinha é Mais Gorda do Que a Minha · Seu Madruga Pintor, Partes 1 e 2 · O Defunto Será Maior?· Bombinhas são Perigosas, ainda mais em mãos erradas· Seu Madruga Apaixonado· Os Remédios do Quico· Eu Não Creio em Fantasmas, Mas Que Existem...· A Orquestra· Confusão no Cabeleireiro · Os Toureadores, Partes 1, 2 e 3· Brincando de Escolinha· Barquinhos de Papel· A Guerra é de Terra· O Exame de Recuperação, Partes 1, 2 e 3· A Venda da Vila, Partes 1 e 2· Roupa Suja Lava-Se em Público· O Desjejum do Chaves, Partes 1 e 2· O Futebol Americano· Os Balões· O Chiclete· O Bilhete de Loteria· O Aluno Mais Inteligente· Roupa Limpa Suja-se em Casa· As Calças do Seu Madruga· O Matador de Lagartixas· Satanás· O Festival da Boa Vizinhança, Partes 1, 2, 3 e 4· Invisibilidade· O Ladrão da Vila· Os Loucos e a Cruz Vermelha· Animais Proibidos· Sem Pichorra Não Tem Festa, Partes 1 e 2· Feliz Ano Novo!
Advertisement