Wiki Chaves
Advertisement
Zeladora
Chiquinha portaria 1985
Chiquinha sai da portaria agradecendo a porteira, em O Aniversário do Jaiminho (1986).
Sexo Feminino
Casa Vila
Profissão Zeladora/Porteira

A Zeladora da Vila (La Portera da la Vecindad) é uma personagem da série Chaves que nunca apareceu, mas que foi mencionada algumas vezes.

Personagem[]

Foi mencionada pela primeira vez no episódio O Leiteiro (1973), em que Chaves e Chiquinha ficam animados porque a cachorra da porteira teve 4 cachorrinhos. A cachorra morre no parto, e as crianças se preocupam em cuidar dos cachorrinhos, por isso lhes dão um pouco de leite. Essa trama se repete no Episódio Semelhante Chegou o Leiteiro! (1975).

Mais tarde, foi mencionada em Seu Madruga Sapateiro - Parte 1 (1973). Quando Seu Madruga está trabalhando no pátio, manda Chaves ir comer alguma coisa, para deixá-lo em paz. Chaves vai para outro pátio, depois volta dizendo que "a Zezé botou na cozinha", e lhe mostra um ovo. Quando Seu Madruga pergunta "Ovo da Zezé? Que Zezé?", Chaves explica que a "Zezé-ladora" tem duas galinhas, uma chamada Zezé e a outra Zazá. Chaves então vai pedir permissão pra comer o ovo, mas pede à galinha.

Pouco depois, foi mencionada no episódio Natal, noite de paz (1973). No final do episódio, Sr. Barriga distribui presentes, e Chaves ganha um caminhão de brinquedo. Mas Chaves fica olhando o Menino Jesus do presépio de Dona Florinda, e diz que ele lhe lembra que a zeladora da vila tinha tido um filho, que também era assim pequeno. Chaves então tem uma ideia e sai correndo, dizendo que já volta, e todos estranham. Quando Chaves volta, diz que botou o caminhão pela janela aberta, e que iriam pensar que foi Papai Noel quem trouxe. Quando Quico pergunta se Chaves deu seu caminhão ao filho da zeladora, Chaves responde: "Mas é claro! Não sabem que ele é um menino pobre?", comovendo Quico e Seu Madruga.

Um "zelador" também é mencionado algumas vezes. No episódio Como Sujar Uma Roupa de Festa? (1974), Sr. Barriga chega para cobrar o aluguel de Seu Madruga, e Malicha diz que "Ele não estava quando veio o zelador lhe cobrar 2 cruzados". Chiquinha diz a mesma coisa no Episódio Semelhante Roupa Limpa Suja-se em Casa (1976).

No episódio O Dia Internacional da Mulher - Parte 1 (1975), quando Glória está procurando um apartamento, Seu Madruga lhe fala para pedir informações na portaria. Glória vai e diz que não há ninguém lá, então Seu Madruga diz que "geralmente não tem ninguém de manhã" e se dispõe a ajudá-la se ela quiser voltar à tarde. A dublagem não faz menção direta à "zeladora", mas na versão original eles dizem "portera", como nos outros episódios. Quando o episódio foi refeito na versão Errar é Humano - Parte 1 (1978), Seu Madruga menciona um porteiro.

Em A Limpeza do Pátio (1976), Chaves brinca de equilibrar uma vassoura na palma da mão. Quando Dona Florinda manda Seu Madruga pegá-la para limpar o pátio, Chaves diz: "Mas não é dele, é da porteira da nossa vila." Dona Florinda apenas responde "Eu estou falando com a mula, não com seus carrapatos."

Em Sem Pichorra Não Tem Festa - Parte 1 (1976), quando Dona Florinda encontra Quico preparando uma pichorra com os amigos, Chiquinha diz que seu pai comprou os papéis na Venda da Esquina e que a Porteira da Vila emprestou a cola.

Em Tortinhas de Merengue Sem Açúcar (1979), Chaves diz que a Porteira da Vila lhe deu de presente uns pratos de papel "que sobraram do outro dia, quando deram uma festa". (Na primeira versão deste episódio, Posso não Emprestar o que é Meu, mas dos Outros... (1975), Chaves não menciona a Porteira. Mas quando vai contar à Chiquinha que ganhou os pratos, ele é visto saindo do local onde seria a portaria da Vila.)

"Não viu por aí o Homem Invisível?"
Zeladora da Vila é um personagem desconhecido de Chaves.
Dono da Venda da Esquina - Esposa do Seu Madruga - Esposa do Sr. Barriga - Higino - Verônica - Zeladora da Vila

Referências Bibliográficas e Notas[]

Advertisement